"As emoções, são as cores da alma." - A Cabana

29 de dezembro de 2013

7 Coisas

Domingão, solzão, e eu escondida dentro das roupitchas de mendigo, ouvindo música, comendo e matando a saudade que é responder à uma corrente de blog. Isso mesmo! Adoro as correntes que fazem nossos blogs interagir. Então, lá vai!



- Poste uma foto atual ;**

Sete coisas para fazer antes de morrer:

1. Me estabilizar financeiramente
2. Comprar uma casa de campo, e um carro pra poder ir pra lá! rs
3. Casar
4. Ter um filho
5. Viajar o mundo
6. Fazer uma tatuagem
7. Ter um espaço para cuidar de animais abandonados


Sete coisas que mais falo:

1. Sei não (Clássico. Falo antes mesmo de processar a pergunta)
2. Meu amor, veja bem...
3. Cara, tô com fome
4. Vai te fuder (na alegria ou na tristeza ha ha)
5. Vou ver isso aí...
6. "Bom dia!" e "Boa tarde"
7. Eu num disse!

Sete coisas que eu faço bem:

1. Miojo e pipoca
2. Olhar o céu
3. Responder as perguntas que me fazem, com as mesmas perguntas que me foram feitas
4. Bagunça (sou especialista)
5. Traçar o comportamento das pessoas que conheço, e então dizer "eu num disse?"
6. Arengar (ha ha)
7. Vender

Sete coisas que eu não faço:

1. Expor os meus problemas
2. Maltratar animais, plantas ou pessoas (nesse termo se excluem os insetos)
3. Comer pimentão ou beber suco de beterraba :S
4. Cozinhar (sou péssima)
5. Viajar escondido dos meus pais
6. Usar roupas justas
7. Pedir favores incômodos

Sete coisas que me encantam:

1. Educação e gentileza
2. Seres místicos
3. Animais (principalmente filhotes)
4. Inteligência
5. Tecnologia
6. Conhecer novas culturas
7. O Espaço (Estrelas, Planetas...)

Sete coisas que eu não gosto:

1. Falta de educação
2. Individualismo
3. Falsidade
4. Gente que responsabiliza o outro pela própria felicidade
5. Fazer algo por obrigação
6. Ficar sem dinheiro :(
7. Esperar

Sete pessoas para responder:

1. Bellys
2. Val Silva
3. Gabriel
4. Hugo
5. Saulo
6. Garoto Lunático
7. San Rodrigues


26 de outubro de 2013

Passagem das Horas.2


"...Fui para a cama com todos os sentimentos,
Fui souteneur de todas às emoções,
Pagaram-me bebidas todos os acasos das sensações,
Troquei olhares com todos os motivos de agir,
Estive mão em mão com todos os impulsos para partir..."



30 de setembro de 2013

Cena


Vou fazer cena amor,
Pra ver
Se vale a pena a dor
Só pr'eu ser tema desse teu compor.
Não sou assim amor,
Foi só
Uma maré ruim,
Perdoa o drama,
E não desiste de mim.
Você quando chamou, eu não pude ir,
Eu tive muito medo na hora
E hoje eu sou culpada.
E eu, que fico à flor da pele,
Sem querer,
Eu tenho um coração vulcânico
E sempre acabo errada.
Não, não diga que eu lhe trato mal,
Eu tento tanto te fazer feliz,
Mas acontece qu'eu sou desastrada.
Não, eu nunca quis te machucar,
Prometo pra você deixar de cena,
Acho que eu só quero ser amada.
Vou fazer cena amor,
Pra ver
Se vale a pena a dor
Só pr'eu ser tema desse teu compor.

12 de setembro de 2013

Transição


O sorriso de Maria foi perdendo o amarelado, aquele, original da traquinagem e da malícia, se transformando num amarelo cinza, cada vez mais sem cor, sem graça... Um cinza pesado, que enfeitava-lhe o rosto e apertava o coração. Um cinza, que doía-lhe até a unha do dedão do pé.

au au! rs


"Se eu não tivesse cachorros... Eu poderia andar pelo jardim de pés descalços completamente a salvo de "minas terrestres." Todos os cantos, roupas, móveis e carros seriam livres de pêlos. Quando tocasse a campainha, a casa não pareceria um canil. Eu poderia deitar na cama do jeito que bem entendesse, sem pensar em quanto de espaço deveria deixar para que um outro corpo fique confortavelmente deitado ali. Eu teria dinheiro... e não sentiria culpa de viajar. As palavras mas comuns em meu vocabulário não seriam: vem, sai, senta, deita, não pula aí, não pula na visita. Minha casa não pareceria uma creche com brinquedos por todo lado. Meus bolsos não teriam coisas como, biscoitos caninos, sacos para recolher cocô e uma coleira extra. Eu não estranharia pessoas que pensam que ter cachorro as prenderiam demais. Eu não teria que responder a pergunta: "Porque você tem cachorro" vinda de pessoas que não tem em suas vidas a alegria e a certeza que você é amado incondicionalmente por uma criaturinha que é a mais próxima de um anjo que possa existir!" <3

Li esse texto, não me lembro onde, por isso não sei identificar o autor. :(
Mas achei lindo, e resolvi compartilhar. :)

6 de setembro de 2013

Passagem das Horas.1

http://malaguetasweet.blogspot.com.br/2009/10/voce-sabe-como-eu-sou-despreocupada-que.html?expref=next-blog




















"Para me sentir, 
precisei sentir tudo. 
Transbordei, 
não fiz senão extravasar-me.  
Despi-me, entreguei-me. 
E há em cada canto 
da minha alma um altar a um deus diferente.

-Passagem das Horas, Álvaro de Campos


Ser feliz fazendo felizes aqueles que muito se preza... 

16 de agosto de 2013

Ao meu amigo Vira-lata



Sabe, como nós crescemos juntos eu nunca pensei que te perderia, sempre achei que morreríamos juntos também, mas você se foi, antes do combinado... Já faz seis anos... 
O tempo passou rápido, mas a saudade ainda aperta, principalmente quando penso que poderíamos ter tido mais tempo juntos...  Mesmo assim, eu sou muito feliz, pois tive a oportunidade de ter um grande amigo. E hoje eu queria te agradecer...
Obrigada por latir no portão pedindo para entrar em casa, e estrear suas patas sujas da rua na minha roupa limpinha. Obrigada por estar ao meu lado quando eu chorava, me apoiando com seus olhos...  Por todas as lambidas, e por todas as festas que você fez quando eu chegava em casa... Por rasgar meus Fofões, por devorar minhas “gororobas”, por andar ao meu lado nas ruas... Por tomar sorvete comigo, por me levar a escola...  Pelos anos de felicidade e companheirismo... Pela fidelidade. Obrigada por ter me amado assim, embaraçada, como eu sou... Por me ensinar a te amar, e por todas as coisas que as lágrimas me impedem de dizer...
Obrigada por ter sido tão meu, te amo. Pra sempre.

11 de agosto de 2013

Superficialidades

"Arranca metade do meu corpo, do meu coração, dos meus sonhos. Tira um pedaço de mim, qualquer coisa que me desfaça. Me recria, porque eu não suporto mais pertencer a tudo, mas não caber em lugar algum."


— José Saramago

3 de agosto de 2013

Sobre o amor


O amor arrasa. Ele nos despe além de nós mesmos.
Como não tentar dizê-lo? Como fracassar, cegos e estúpidos?
Agradecemos o milagre, mas também cuspimos nele.
Levamos o amor nos braços para incinerar melhor na fogueira compartilhada.

(Corbo Borba - ensaísta e poeta colombiano)



Criar estereótipos da pessoa amada, 
é fadar o relacionamento à decepção mútua. 
Lembre-se disto.

28 de junho de 2013

(?)

Eles dizem que "a vida é simples, somos nós que a complicamos", mas por que diabos eu me sabotaria dessa forma? E por que não descomplicaria tudo, já que sou eu a única causa de tal desordem, invés de ficar arrancando o cabelo, e matando cachorro à grito?

26 de junho de 2013

Despedida

Não há mais nada, acabou. No lugar, deixo apenas gavetas vazias e um vácuo de sentimentos, dentre eles a raiva, tão somente um vômito mental cujo ácido me corrói a paciência que finjo ter enquanto esboço um sorriso plástico, pra te dizer
-adeus.





Sobre os males da sociedade...

"De tanto ver triunfar as nulidades, 
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça, 
de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, 
o homem chega a se desanimar da virtude, 
rir da honra e ter vergonha de ser honesto." 

(Rui Barbosa)

24 de junho de 2013

#vemprarua



É que o povo brasileiro quer cidadania, e não só na teoria, ou no papel. 
Eles querem mais, e clamam por justiça, com força e voz de quem exige não ser ignorado. 
Eles querem revolução, evolução. 
E se erguem do berço esplêndido com gana de quem acordou para (re)escrever a história.

8 de janeiro de 2013

É a vida que segue entre gestos teatrais, fortes doses de ironia
e insônia.